segunda-feira, 21 de maio de 2012

De volta ao serviço


Faltam 9 dias para eu voltar a trabalhar e já sinto uma dor, um aperto no coração, quando olho para minha pequena e percebo que ela é tão ligada a mim, tenho vontade de desistir de tudo. Mas preciso trabalhar por ela. Sou casada mas não dá para ficar dependendo tudo do Henrique. Quero poder ter meu dinheiro e comprar o que sentir vontade sem dar satisfações... Desde cedo a vida me ensinou que nossa independência não tem preço, trabalho desde meus 12 anos de idade e não me vejo sem trabalho. Tenho que agradecer por ter uma sogra maravilhosa que é como uma mãe para mim, ela vai cuidar da Laurinha para mim, e sou grata por este privilégio. Mas com tudo isso... meu coração está triste só de pensar!

13 comentários:

Juliana Reis disse...

É um momento difícil mesmo. Mas, graças a Deus você tem sua sogra pra te ajudar.
Beijos

Jaqueline Cristina disse...

Realmente, a volta ao trabalho quando se acaba de gerar um Ser fica complicada. Mas temos que ter forças porque esse Ser lindoooo depende de nosso desempenho no trabalho para alimentar-se e vestir-se. Bjoks

Anne kelly disse...

Este momento é de partir o coração de qquer mãe coruja, mas agente supera tdo por eles, bjus...

Mamãe da Julia disse...

Olha mãe comigo foi o mesmo, eu voltei a trabalhar e deixei a JUlia coom 4 meses, mas agr na gravidez do Murilo qdo ele nascer eu vou parar, quero cuidar deles, ficar mais com eles sabe !
Ai o maridão vai se ajeitando, e claro os planos pro futuro são enormes rsrs

Rafaella disse...

Amiga não é facil...
Mas logo vcs duas se acostumam com essa nova rotina...
E o melhor é vc ter alguem de confiança para deixar ela..
To torcendo por vcs...
Bjs

mandy chaves disse...

nao é facil mesmo essa "separaçao", espero q vcs se adaptem facil...

vc tem muita sorte de ter alguem de confiança pra deixar a Laurinha, vai poder trabalhar tranquila!!

bjosss bos sorte pra vcs!!!

Anjos disse...

Olá amiga! Estou de acordo com você quando diz independência financeira. E lembro-me muito bem quando precisei fazer o mesmo que você, no começo é assim mesmo depois as duas irão se adaptando, que bom ela já ter uma pessoa de sua inteira confiança!
Desejo-lhe um ótimo retorno ao seu trabalho e muita saúde para seu bebê, a Laurinha.
Bjs

Leila disse...

Obrigada meninas pelos comentários carinhosos de apoio, ajudaram muito podem ter certeza!

Flavinha disse...

Eu sei exatamente como se sente. Já passei por isso. No começo foi muito difícil, o dia que voltei ao trabalho senti-me como uma cordeiro indo para o matadouro (dramática)kkk. Mas se você tem alguém em quem confie para deixar seu tesouro, se sentirá tranquila e esse sentimento passará.
Que Deus te abençoe e te dê força e coragem.
Beijos

Elisangela Mesquita disse...

Olá, Leila! Vim agradecer a visitinha ao meu blog e conhecer o seu também. E gostei muito porque filhos, família são bênçãos de Deus. Muita saúde e paz para a Laura e toda a família. Bjs

http://www.elisartes-artesanato.blogstpot.com.br

Oli disse...

Olá!
Passando para retribuir sua visitinha.
Parabéns pelo blog! Eu também sou uma mãe muito coruja e já senti esse aperto na hora de voltar a trabalhar. E olha que eu não tinha mãe nem sogra por perto! Mas aos poucos você e ela vão se adaptar. Força!
Já estou lhe seguindo.
Volte sempre ao Caixinha de Botões da Oli em http://oliceia.blogspot.com.br

Beijokas

Oli

Lílian Almeida disse...

Oiê , Leila!
Passando pra desejar uma excelente semana.
http://casascoisaseoutros.blogspot.com.br/
Beijo e paz no seu ♥ !
“Desejo que encontre maneiras para se fazer feliz no intervalo entre o instante em que cada dia acorda e o instante em que ele se deita pra dormir... Que se sinta livre e louco o bastante pra deixar a sua essência florir.’(Ana Jácomo)

Leila disse...

Lilian
seja bem vinda! beijo e já estou te seguindo tbm!!!

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!!!

Visitantes

Postagens